44ª Corrida: 1ª Meia Maratona João Jiló.

Sexta Feira da Paixão, dia de meditar e de correr !!!!!

     Neste feriado de Páscoa, 18 de abril, sexta-feira da Paixão de Cristo, participei de uma meia maratona na cidade mineira de Bom Despacho, aproximadamente 160km de Belo Horizonte. Denominada 1ª Meia Maratona João Jiló, a corrida teve um percursos desafiador. 


     Acordei às 04:00h da manhã, às 04:30h estava tomando café. Saí às 05:00h e fui direto para Pampulha pegar o colega Eduardo Cordeiro. Em seguida, fomos pegar o Bruno Buldrini, atleta de 1ª qualidade, pois fazer essa corrida em 01:31h não é fácil. 

     Chegamos em Bom Despacho por volta de 07:40h. Estava seguindo as orientações do gps e entrei em uma rua que era contra mão. Logo ao entrar, damos de cara com dois policiais que vinham de moto. Fomos parados, interrogados, pediram documentos, etc. Explicamos que estávamos chegando de BH e iríamos participar da corrida. Após as explicações e checagem das documentações no Copom, fomos liberados e orientados como chegar no local da prova.

     Apesar de ainda ser cedo, o sol já demonstrava que iria nos castigar. Na concentração já haviam alguns atletas e a todo momento chegavam mais, de BH teve bastante gente.

     Algumas falhas pudemos constatar nessa prova. Uma fundamental e imprescindível foi a falta de banheiros para os atletas. Não há como não ter esse serviço para os atletas, banheiros químicos são essenciais. Outra falha foi o guarda-volumes, pois não passava de uma pequena caixa onde eram acomodados os pertences dos atletas que precisavam utilizar desse serviço. Como essa é a primeira edição, fica aqui o alerta para a organização tomar providências para as demais.

Eu, Marcus Vinicius, Bruno Buldrini e Eduardo Cordeiro.

A entrega do kit foi na hora, isso facilita para quem
vem de outras cidades.

     Um dos vários pontos positivos, que também tenho que ressaltar, foi a pontualidade da prova. Inicialmente foi dada a largada para as atletas, às 08:30h. Logo em seguida foi a vez dos atletas, largando às 08:45h pontualmente.

Dada a largada, tivemos logo uma boa descida,
mas tudo que desce tem que subir, não é mesmo?

E subidas não foi o que faltaram.

Logo após a largada, tivemos um percurso de aproximadamente
1km de asfalto e depois foi estrada de terra por uns 15km,
até voltarmos para a cidade e asfalto.

Escoteiros ficavam no percurso entregando água
e indicando o trecho da prova, outro ponto
bacana que achei na prova.

A cada dois kms havia informação do percurso percorrido.
Uma ambulância ficava sempre rondando os últimos atletas, outro 
ponto que achei legal.

A partir do km 13 encontrei com o Marcus Vinicius
e fomos até o final juntos, uma boa companhia.

Saindo do longo trecho de estrada de terra, voltamos para o 
asfalto. Logo a frente passei pelo novo Fórum da Justiça do Trabalho,
órgão do Poder Judiciário que tenho orgulho de trabalhar.

video
Após um percurso desafiador, terminei a prova com 
tempo de 02:34h.

Confesso que das dez meias maratonas que fiz,
essa sem dúvida foi a mais difícil, até pelo tempo que fiz,
pois o meu maior tempo era de 02:18h na Meia de Natal.

Após a tempestade vem a Bonança.
Todo sacrifício é recompensado. Valeu todo esforço.


Conheci um conterrâneo, Elisaldo Oliveira, o Ceará. 
O cara é fera. Ficou em 1º lugar na categoria.
O amigo Bruno Buldrini ficou em 2º.
Parabéns aos campeões.

Medalha de participação. 
Simples, porém exigiu muito suor.

Nenhum comentário:

Postar um comentário